Tártaro em cães: Como prevenir - Vitale - Centro Médico Veterinário

Tártaro em cães: Como prevenir

A doença periodontal (tártaro em cães) é, na grande maioria das vezes, ignorado pelos tutores, enquanto eles está comendo ok, certo? Errado! Existem alguns motivos para isso, como: medo da escovação e aparente bom estado, já que os dentes de trás não são tão visíveis. Entretanto, essa prática pode causar consequências, que só podem ser resolvidas com o auxílio de uma cirurgia simples para retirada das placas bacterianas e tratamento de região periodontal. Aprenda agora as formas de prevenir o tártaro e cuide melhor da saúde do seu cãozinho.

O que é a doença periodontal em cães?

É uma placa de bactérias causada pelo acúmulo de restos de comida e falta de escovação dos dentes. Com o tempo, a gengiva é absorvida e se o estado estiver muito avançado, há risco de a bactéria passar para a raiz do dente e ossos onde os dentes ficam apoiados, maxila e mandíbula, alem da corrente sanguínea. Caso isso aconteça, pode afetar coração, rins, fígado e até mesmo ocasionar a morte.

Quais são os sintomas da doença periodontal (tártaro em cães)?

O principal sintoma em cães e gatos é o “bafo”. Se o seu cachorro já chegou bem perto de você e o mau hálito te fez ver estrelas, pode ser uma indicação de que a placa está se acumulando. Não espere que o mal hálito chegue nesse ponto para que seu pet tenha uma avaliação odontógica, pois nesses casos normalmente há comprometimento mais sérios. Os dentes afetados mudam de cor. Primeiro ficam amarelos e pouco a pouco vão se tornando marrons ou esverdeados, principalmente quando há acúmulo de pus na região. Como a placa empurra a gengiva, há tendência de que essa parte fique vermelha e inchada, ou, em casos mais graves, com o tecido corroído, causando dor e impedindo que o animal se alimente ou coma colocando a comida dos lados onde doem menos para mastigar.

Quais são as formas de prevenir a placa em cães?

Por mais que o cachorro se alimente somente de ração seca e biscoitos específicos, e até use petiscos para limpar os dentes, o tártaro só pode ser prevenido com escovação dos dentes diária. Por dar muito trabalho ou por desconhecimento da informação, quase nunca é feito. Mas agora que você já sabe qual a frequência ideal, tente escovar, pelo menos, três vezes na semana. A escovação deve ser feita com uma pasta de dente canina, a base de bicarbonato, não usar pasta a base de menta, chocolate, morango, não limpa os dentes e a sensação que o mal hálito passa é bem temporária. Não é recomendado o uso de bicarbonato em pó puro para a escovação dos dentes do animal. LEIA TAMBÉM CASTRAÇÃO DE CACHORROS E GATOS: ENTENDA A IMPORTÂNCIA

Como escovar dentes e evitar o tártaro em cães?

É muito importante começar a escovar os dentes dos cachorros desde filhote para que ele se acostume. É possível começar esfregando a gengiva com gaze e aos poucos, conforme for crescendo, introduzir a escova apropriada e creme dental para pets. Entretanto, a história é um pouco mais difícil quando se fala de cães adultos. Criar um novo hábito requer paciência. Será preciso passar por um período de adaptação mais longo. Sendo assim, a gengiva deve começar a ser massageada com os dedos, depois gaze com creme dental e só então a escova. Só evolua quando sentir que o animal está confortável. Em ambas as faixas etárias, é importante recompensar o bom comportamento. Assim, o cão começa a associar uma situação até então desconfortável como algo prazeroso. Pode ser com festa (palavras como “bom garoto”, seguido de beijos e carinho podem ajudar) ou petiscos.

A escovação é o suficiente para prevenir o tártaro em cães?

Vale ressaltar que alguns cães têm um pH bucal que facilita o acúmulo da placa como maltês, yorkshire. Geralmente, os de porte pequeno são mais propensos. Mas, em geral, não há como prever. Caso haja essa “tendência” para o acúmulo de placa, mesmo com a escovação diária, a doença periodonal pode aparecer. tártaro em cães

O que fazer quando o cão já tem a placa?

Se você descobriu que seu cão tem placa, nem pense em aplicar remédios caseiros. Você pode prejudicar a saúde do seu bichinho. A melhor solução nesse caso sempre vai ser procurar um centro médico veterinário. A placa é mais profunda do que parece e só pode ser removida através de um ultrassom odontológico Por ser bem feito limpando toda a região peridontal, o cachorro precisa ser anestesiado, pois lee não fica com a boca aberta durante o procedimento.

Como é realizado o tratamento de doença periodontal em cães e gatos?

O único tratamento para remoção das placas é a cirurgia de tratamento periodontal, que é realizada por um odonto veterinário (dentista) e um anestesista. É feita com o uso de anestesia inalatória para a maior segurança do animal. Apesar de ser um procedimento simples, eles voltam para casa no mesmo dia, é preciso avaliar a saúde do pet para ser anestesiado. Portanto, antes do procedimento são realizados exames pré-operatórios, em especial, exame de sangue e cardiológico. a radiografia de crânio é indicada em casos onde há comprometimento de maxila e mandíbula para que o procedimento não seja somente estético de retirada de placas. alguns pets precisam de outros tratamentos como canal por exemplo. Os exames são de extrema importância. Caso o profissional queira realizar a operação sem exames prévios ao procedimento, procure outro médico veterinário.

Como minimizar os riscos da cirurgia de remoção das placas?

Toda a cirurgia envolve riscos. Mas, para minimizar, é preciso escolher uma clínica com estrutura para realizar o procedimento e profissionais habilitados. Unindo isso a resultados satisfatórios nos exames pré-operatórios, não há riscos.

As placas podem voltar mesmo após a cirurgia?

É muito comum a placa volte mesmo após a realização da limpeza, se não houver escovação e cuidados pós operatórios. Por isso, mesmo após a realização do procedimento, não é recomendado descuidar da saúde bucal do seu amigão.

Onde realizar o tratamento periodontal em cães?

Apenas clínicas veterinárias com centro cirúrgico podem realizar o tratamento periodontal em cães. O Centro Médico Veterinário Vitale 24 horas possui experiência nas mais diversas especialidades, incluindo profissionais habilitados a realizar a limpeza de tártaro em cães. Os animais domésticos e exóticos são tratados com toda o amor, carinho, qualidade e segurança. Caso observe algum sintoma de tártaro em cães, agende uma consulta para que os exames e procedimento de limpeza possam ser realizados. O Vitale está localizado na Avenida dos Bancários, 06, na Ponta da Praia, em Santos. Os agendamentos podem ser feitos pelo telefone (13) 3041-3490 ou Whatsapp (13) 98133-7753. Realizamos atendimento de todas as especialidades, incluindo emergencial 24 horas por dia. Realizamos atendimento de todas as especialidades, incluindo emergencial 24 horas por dia. Nos Siga Facebook Vitale centro médico veterinário Instagram @vitalecmv
CTA-Vitalecmv